Vida de professor da rede pública

Súplica Cearense

sexta-feira, 22 de maio de 2009

GUERRA DE CANUDOS

ROTEIRO DE OBSERVAÇÃO DO FILME

Filme: A Guerra de Canudos

O filme A Guerra de Canudos, dirigido por Sérgio Rezende e produzido por Mariza Leão, é uma superprodução brasileira filmada na região onde se passaram os fatos. Foi lançado em 1997, 100 anos após essa guerra, que causou a destruição do povoado. O filme pode ser encontrado em vídeo, distribuído pela Columbia Tristar Home Video, tem duração de 180 minutos e foi exibido também na televisão como minissérie. O objetivo do filme é retratar a Guerra de Canudos, mas é bom lembrar que se trata da versão do diretor sobre os acontecimentos, apresentados segundo sua opinião.

Procure observar o seguinte:

  1. Época e local dos acontecimentos;
  2. Período da História do Brasil a que corresponde e quem governava o país na época;
  3. Condições de vida e problemas enfrentados pela população do sertão nordestino na época e o que fazia para sobreviver;
  4. Quem tomava as decisões nas famílias do sertão nordestino;
  5. Segundo uma personagem do filme, o fotógrafo e jornalista Pedro Martins, quem era considerado cidadão naquela época;
  6. Quem foi Antônio Conselheiro e quais eram suas idéias (o que defendia, o que combatia, por que, como definia o regime republicano e por que as pessoas o seguiam);
  7. Quando, como, onde e por quem foi fundado o povoado de Belo Monte ou arraial de Canudos;
  8. O que Antônio Conselheiro propôs a seus seguidores ao fundar Canudos;
  9. Como eram as casas e as condições de vida em Belo Monte;
  10. O que era produzido em Belo Monte e para quem ficavam os produtos;
  11. O que aconteceu com muitos povoados do Nordeste após a fundação de Belo Monte;
  12. Como Antônio Conselheiro arrecadava dinheiro e mantimentos;
  13. Por quem e quantas vezes os moradores de Belo Monte foram atacados;
  14. Armas e modo que os moradores de Belo Monte usaram para enfrentar o primeiro ataque;
  15. Armas e modo que os moradores de Belo Monte usaram para enfrentar outros ataques, o que os motivava a lutar e a quem atribuíam a culpa pela guerra;
  16. Como a população de Belo Monte era considerada pelos de fora;
  17. Como Conselheiro se referia aos soldados do Exército;
  18. Modo como o Exército pretendia tomar Belo Monte na quarta ofensiva, modo como os soldados do Exército eram recrutados, quantos eram, problemas que enfrentavam e opinião que tinham sobre os sertanejos;
  19. Como a imprensa relatava ao país os acontecimentos de Canudos e por que acontecia isso;
  20. Sentimentos que Antônio Conselheiro despertava nas pessoas e por que isso acontecia;
  21. Modo como eram feitos os registros dos acontecimentos da guerra;
  22. Suspeitas de corrupção levantadas a respeito do abastecimento das tropas do Exército;
  23. Por que o jornalista foi enviado à frente de batalha, opinião que tinha sobre os sertanejos e soldados do Exército e por que foi retirado da região;
  24. Mensagem do presidente da República às tropas do Exército;
  25. Tempo de duração da última batalha;
  26. O que aconteceu com o povoado de Belo Monte e sua população em outubro de 1897;
  27. Quem criticou a atuação do comandante das tropas do Exército e por que criticou.
  28. Tente fazer sua análise pessoal a respeito dos acontecimentos e do filme:
  29. Em sua opinião, por que o presidente enviou uma mensagem aos soldados e o que pretendia com isso?
  30. Dê exemplos a respeito de como o fanatismo religioso estava presente na vida da população de Canudos.
  31. Em sua opinião, por que havia o fanatismo religioso?

Um comentário:

Marina disse...

olá,professor!Muito bem colocada a tua observação à respeito do filme ser feito à partir do ponto de vista do diretor.Frequentemente assistimos à filmes em que um ou outro "lado da moeda" está mais visível.Para uma criança ou alguém que desconhece esse fato,é até prejudicial!Já vi cada injustiça com tanto acontecimento histórico no cinema...
Até!